Após título do Corinthians, país detém 8 dos 11 títulos de Libertadores feminina

Corinthians bicampeão da Libertadores de futebol feminino - Conmebol/Divulgação
Corinthians bicampeão da Libertadores de futebol feminino - Conmebol/Divulgação

Numa reedição da final do Brasileirão 2019, Corinthians e Ferroviária protagonizaram, na noite de segunda-feira (28), a primeira final 100% brasileira da história da Libertadores Feminina. Dessa vez, o Timão levou a melhor, venceu por 2 a 0 e sagrou-se bicampeão da competição. No Estádio Olímpico de Atahualpa, em Quito (EQU), Crivelari e Juliete marcaram os gols da conquista alvinegra.

O bi do Timão é oitavo título conquistado por um time brasileiro em 11 edições da Libertadores Feminina. Em 2017, a equipe da capital paulista conquistou a América pela primeira vez quando ainda fazia parceria com o Audax. Santos (x2), São José (x3) e Ferroviária também já levantaram a taça da competição mais cobiçada do continente.

A campanha do Corinthians até o título foi praticamente perfeita. Em seis jogos disputados, o Timão venceu cinco e empatou um. Foram 16 gols feitos e apenas quatro sofridos. Mas a sequência positiva da equipe comandada por Arthur Elias vai muito além da Libertadores. O Alvinegro alcançou a incrível marca de 43 jogos sem derrota na temporada. (Com CBF)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*