Brasil perde dos EUA e termina Liga em quarto

O Brasil brigou pela medalha de bronze da primeira edição da Liga das Nações neste domingo (8), mas foi superado pelos Estados Unidos por 3 sets a 0 (21/25, 26/28 e 26/28). A Fase Final da competição aconteceu no estádio Pierre Mauroy, em Lille, na França. A Rússia, algoz da equipe treinada por Renan, ficou com o título depois de derrotar os donos da casa por 3 sets a 0 (25/22, 25/20, e 25/23).
O Brasil encerrou a participação na Liga das Nações na quarta colocação, com 11 vitórias e oito resultados negativos. Na fase classificatória, foram 10 vitórias e cinco derrotas. Na busca pela medalha de bronze, a equipe verde e amarela não conseguiu o resultado positivo. Mesmo assim, o oposto Wallace foi o maior pontuador do jogo, com 15 acertos – todos de ataque. O central Lucão foi o segundo que mais pontuou pela seleção brasileira, com 12 (10 de ataque e dois de bloqueio).
Bruninho fez uma avaliação da participação da seleção brasileira na primeira edição da Liga das Nações, em especial neste domingo. “A medalha era muito importante para todos nós e fica uma frustração. Eles foram melhores, mas nós queríamos muito essa medalha, que seria muito valiosa e honrosa pela competição e todas as dificuldades que tivemos, pouco tempo de trabalho. Hoje o voleibol está muito equilibrado. E nós precisamos trabalhar, treinar, e com a quantidade de viagens, ficou muito difícil. O resultado machuca. Sempre chegamos em finais, batendo na trave, ganhando, como nas Olimpíadas e na Copa dos Campeões, mas sempre chegando. E fica fora do pódio dói, mas estou orgulhoso do que esse grupo fez e demonstrou”, afirmou o capitão.
Renan também comentou sobre o resultado. “Estar entre os quatro é importante sempre, mas queremos mais. Essa é a história do voleibol brasileiro. Infelizmente não deu, mas temos que evidenciar o espírito de guerra. Cometemos muitos erros que não se pode cometer, mas tentamos o tempo todo. Arriscamos em alguns momentos, principalmente no saque, mas era a forma que tínhamos de equilibrar o jogo”, disse o treinador brasileiro.
O Mundial será o próximo compromisso da seleção brasileira. A competição será realizada na Bulgária e na Itália, entre os dias 9 e 30 de setembro. (Da CBV)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*