País terá 12 skatistas em ação na etapa final da Street League

Em "casa". legião brasileira é favorita na etapa da Street League - Julio Detefon/Divulgação

A Street League, maior campeonato de Skate Street do mundo contará com 12 brasileiros na briga pelo título da competição. Kelvin Hoefler, Felipe Gustavo, Leticia Bufoni, Pamela Rosa, Luan Oliveira, Tiago Lemos, Ivan Monteiro, Lucas Xaparral, Karen Feitosa, Rayssa Leal, Virginia Fortes e Lucas Rabelo serão os representantes do país.

Se nomes como Kelvin Hoefler e Felipe Gustavo estão garantidos na final e chegam como favoritos, atletas como Lucas Rabelo, esperam surpreender e conquistar um espaço na competição mais importante da modalidade. “Desde que comecei a andar de skate sonhava em disputar uma etapa do Street League. E a oportunidade chegou agora e ainda vai ser no Brasil. Não poderia ser melhor. Estou ansioso, mas me preparando muito pra conseguir mostrar que posso andar junto com os skatistas que me inspiram. Espero que seja uma grande competição”.

No feminino, a expectativa é a mesma. Leticia Bufoni e Pamela Rosa são atletas reconhecidas internacionalmente, e nomes como Karen Feitosa, Virginia Fortes e Rayssa Leal vibram com a primeira oportunidade. Rayssa, que com apenas 11 anos já integra a seleção brasileira, espera fazer bonito na inédita pista construída para a SLS. “Eu estou feliz demais pela oportunidade de competir na maior Liga de skate do mundo. Sinceramente não tenho palavras. Só posso treinar muito, me preparar e fazer o meu melhor na pista. Vai ser difícil, mas espero conseguir acertar as minhas manobras e me divertir muito”.

Esta será a etapa final do evento que já passou por Tampa, Londres, Los Angeles e Huntington Beach. São esperados em torno de 70 atletas, entre homens e mulheres, que disputarão em uma pista inédita, como é costume na SLS, construída especificamente para esta competição. A etapa carioca será decisiva para a definição do ranking do WC Tour de 2019, que contará pontos para a classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A Arena Carioca 1 tem capacidade para receber até 5 mil pessoas por dia no fim de semana (12 e 13). Já nos dias 8, 9, 10 e 11 será para treinos e para disputa da fase classificatória com portões fechados. (Do COB)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*