Para Pia, finalizações a gol é questão a ser melhorada na seleção

Pia Sundhage termina o ano invicta à frente da seleção feminina - Foto: Daniela Porcelli/CBF
Pia Sundhage termina o ano invicta à frente da seleção feminina - Daniela Porcelli/CBF

A Seleção Brasileira enfrentou a China na final do Torneio Internacional e foi derrotado nos pênaltis após empate no tempo normal por 0 a 0, no domingo (10). Depois da partida, a técnica Pia Sundhage concedeu entrevista coletiva e avaliou o resultado.

“Estou muito feliz com o jogo contra o Canadá. Marcamos quatro gols e isso é impressionante. Mas a partida contra a China teve coisas boas e outras ruim. Começando pelas más, tentamos construir jogadas no primeiro tempo e elas nos pressionaram, mas não conseguimos lidar com isso. Depois de um tempo, mudamos bastante e, enquanto a China não conseguia pressionar tanto, criamos muitas chances. Estou feliz com isso, mas agora precisamos concluir essas oportunidades. No geral, foram dois duelos importantes e vamos aprender muito com eles”, analisou Pia.

A sueca não perdeu em suas seis primeiras partidas à frente da Seleção. Fechou as Datas FIFA de 2019 com quatro vitórias e dois empates. A treinadora comentou sobre o período com o Brasil e exaltou o desempenho das convocadas.

“Eu acho que o resultado é bom. Olhando como defendemos e não concedemos muitos gols, além do ataque em que criamos muitas chances. Se lembrar da partida contra a Inglaterra, elas persistiram bastante, mas ainda assim criamos muitas oportunidades a mesma coisa aconteceu aqui. Temos a tendência de conseguir encontrar bons momentos, mas precisamos ser mais frias para concluir. Acho que a jornada foi fantástica até aqui e estou animada para o ano que vem”, concluiu.

Depois do fim do jogo, a brasileira Bia Zaneratto recebeu o prêmio de artilheira da competição, com dois gols, e a goleira Bárbara foi eleita a melhor arqueira do torneio. (Da CBF)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*